Projeto em Barcarena fortalece laços familiares



A Casa Imerys, projeto social localizado no município paraense de Barcarena, realizou a Semana da Família, uma programação voltada para a capacitação de pais e responsáveis dos alunos do curso de Reforço Escolar, com o objetivo de fortalecer a participação no desenvolvimento da educação das crianças. Por conta da pandemia do coronavírus, os alunos passaram a receber aulas on-line e em casa, com o apoio da família. O projeto é da Imerys, mineradora que atua com caulim na região.

Com o tema “Cuidando”, a Semana da Família desenvolveu atividades que reforçam a integração dos familiares. “Nós queremos mostrar que a família pode ser composta por avós, tios, tias, duas mães, dois pais e todos os que criam as crianças. Não apenas pai e mãe, como se mostravam antigamente”, explica a analista de Relações com a Comunidade da Imerys, Flávia Souza.


A formação para os pais e responsáveis contou com temas sobre como respeitar o tempo da criança e o estímulo para realização das atividades, além de atendimento dos professores com os responsáveis uma vez por semana, para tirar dúvidas e relatar o progresso do aluno.

“Nossa intenção é reforçar a participação dos pais e responsáveis nas atividades enviadas para esses alunos. Eles são o elo entre a Casa Imerys e as crianças. Oferecemos então a formação para os familiares, para que o aprendizado seja ainda mais produtivo”, explica Alessandra Vasconcelos, consultora da Casa Imerys e coordenadora do projeto.


Para a enfermeira Marcilene Ribeiro, mãe de dois filhos, a Semana da Família foi muito importante para juntar pai, mãe e os filhos e responsáveis, durante esse momento delicado de isolamento social. “Agora podemos nos conhecer melhor, participar do desenvolvimento educacional e diário dos nossos filhos. Foi uma boa oportunidade”, afirma Marcilene, que há cinco anos frequenta a Casa Imerys.


O projeto contou também com o Cinema em Família, onde um curta-metragem musical foi enviado no grupo de WhatsApp e assistido, em casa, por toda família. “Foi muito bacana, pois mostrou sobre a relação entre a família e pude ver junto com o meu filho. Esse projeto é muito importante. Nós não temos o mesmo instinto e habilidades que os professores têm para ensinar. Sou eu que ensino meu filho em casa durante as atividades e mesmo com tanto tempo sem aula, ele tem se saído bem”, conta Daniele Ribeiro, mãe do aluno Marcos Vinícius, de sete anos.


Iaci Gomes

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo