Buscar
  • Levant Marketing

Hábitos que fazem bem


Pense um pouco nas coisas que o seu cérebro controla na sua vida: seu pensamento, suas lembranças, a forma que você organiza seu dia a dia, as coisas que você presta atenção e aquelas que decide ignorar, sua motivação, seus interesses e emoções, seus movimentos voluntários e involuntários. Provavelmente você não é ciente de coisas como o sono, a digestão, a sudoração, a frequência cardíaca e respiratória, mas tudo isso, e muito mais, é controlado por esse órgão de menos de dois quilos que se encontra acima dos seus ombros.


Você lembra de quando aprendeu a andar de bike? Talvez você lembre daqueles lugares onde fez as primeiras práticas, as quedas e machucados, mas muito provavelmente você não sabe dos enormes ajustes motores que fez seu corpo para manter o equilíbrio, todos eles controlados pelo cérebro. Nessa época com certeza você não parou para pensar: “vou mexer meu braço para ali e minha perna para lá, por enquanto inclino minhas costas e meu pescoço assim”. Não, todos esses ajustes foram automáticos e se reforçaram com a prática, você não teve que pensar nem ter consciência deles. O cérebro é uma complexa máquina que lida com enormes quantidades de informações a cada segundo, mas as pessoas não reparamos em todas elas. No caso, somos minimamente cientes de uma pequena parte delas. É como a imagem do iceberg, a gente apenas repara em um 10% do que acontece, mas tem outro 90% de coisas que estão acontecendo que estão fora da nossa consciência, embaixo da água.


O cérebro constrói redes de comunicação tão complexas, algumas tão antigas como antes do seu nascimento e outras tão novas como o tempo em que você está lendo este texto. Mas para que essa máquina maravilhosa funcione, é necessário de estratégias para processar essas enormes quantidades de informação de forma eficiente. Por isso, assim como você, o seu cérebro aprende formas de lidar com os desafios do dia a dia criando hábitos que lhe ajudam a operar de forma mais rápida, mesmo quando aqueles hábitos não sejam particularmente saudáveis.


Os seus hábitos diários de pensamentos, lembranças, emoções e desempenho, criam hábitos de funcionamento no seu cérebro, e por sua vez, esses hábitos cerebrais produzem hábitos no seu comportamento, gerando um ciclo no qual um reforça e mantem o outro. Agora, pense um pouco naqueles hábitos do seu comportamento que podem não ser tão saudáveis como dormir pouco, fumar, ter uma alimentação ruim, fazer pouco ou nada de exercício e pense em como esses hábitos do seu comportamento podem criar e reforçar hábitos pouco saudáveis no seu cérebro. Seu cérebro é um órgão de muita importância que também precisa de ser cuidado e bem tratado.


Vamos colocar um exemplo muito comum: uma pessoa com altos níveis de ansiedade se caracteriza por ter pensamento acelerado e repetitivo, preocupação constante, hiperatividade, hipervigilancia, poucas horas de sono, entre outras muitas sintomatologias. Em termos gerais, alguém com ansiedade pode ser uma pessoa que apresenta níveis excessivos de hiperativação física e comportamental. O cérebro de uma pessoa acostumada a essas respostas de hiperativação, comumente são cérebros que se mantem em ritmos de trabalho altos, mesmo quando a pessoa não está fazendo nada. São cérebros que estão desperdiçando constantemente energia, diminuindo sua eficiência e sobrecarregando o sistema de informações. O cérebro dessa pessoa funciona bem? -Com certeza! Mas é um cérebro saudável? –pode ser que não.


Estamos muito acostumados a escutar que é importante cuidar da nossa saúde física, mas poucas vezes nos lembram da grande importância de cuidar da saúde dos nossos cérebros e, por conseguinte, nossa saúde mental. Se você pudesse mudar os hábitos de energia do seu cérebro e libertar-se de padrões antigos pouco saudáveis e aprender novos padrões, você poderia mudar quase quaisquer hábitos do seu comportamento. Quando você cuida do seu cérebro, grandes coisas acontecem.


É possível treinar o cérebro para mudar seus hábitos?


Com Neurofeedback você pode mudar em meses os hábitos comportamentais que têm controlado toda sua vida. Neurofeedback é uma ferramenta tecnológica de treinamento da função cerebral. O treinamento se concentra em fornecer à pessoa uma imagem de alta definição sobre seus próprios padrões cerebrais com o objetivo de guiar ao cérebro na formação de padrões cerebrais mais funcionais, eficientes e equilibrados. Através da mudança dos padrões cerebrais, Neurofeedback pode acalmar um cérebro bastante excitado ou ativar um cérebro mais relaxado, melhorar a comunicação entre os neurônios, proporcionar equilíbrio, produzir sentimentos de bem-estar e melhorar as funções cognitivas.


O que pode ser treinado?


O Treinamento por Neurofeedback pode aumentar o autocontrole dos pensamentos, os comportamentos e as emoções; melhorar a atenção, a aprendizagem, o foco, a memória e a criatividade; reparar padrões do sono e apetite; diminuir dores crônicas como enxaqueca e fibromialgia; entre muitas outras possibilidades.


Com ferramentas como Neurofeedback, você poderia mudar de forma estável, consistente e duradoura os seus padrões cerebrais e seus padrões de comportamento.



Por: Juan Aristizabal

BrainTrainer Profissional

Instagram: @NeuroGamma

23 visualizações

© ABRH-PA

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon

Desenvolvido por Levant Multimídia e Tecnologia