Buscar
  • Levant Marketing

A importância do estado emocional em tempos de pandemia


O ser humano é um “ser de relações”, neste momento privado do contato social, como vivenciar esta realidade sem abalar o estado emocional? 


Cada indivíduo reage de maneira diferente a situações inesperadas e a forma como cada um responde depende do seu histórico, das coisas que o diferenciam de outras pessoas e da comunidade em que vive.


Neste período de pandemia, diversas reações estão se manifestando nas pessoas de forma frequente, como: a preocupação com sua própria saúde e de seus entes queridos, alterações no sono ou nos padrões alimentares, medo paralisante sobre o futuro e o que pode acontecer, dificuldade para dormir ou se concentrar, piora dos problemas crônicos de saúde e maior uso de álcool, tabaco e outras drogas.


Com o passar dos dias sem aquela luz no fim do túnel chamada de “perspectiva concreta” os indivíduos estão se irritando mais facilmente, comendo mais que o normal, criando sintomas imaginários na cabeça e formando uma confusão mental e emocional exacerbada.

Por isso, vamos cuidar do nosso emocional, ele é um esteio para o nosso corpo e dentre as diversas formas de amenizar esses sintomas sugerimos:


Reconheça seus sentimentos e emoções, permita-se tempo para refletir e compreender que o isolamento naturalmente gera raiva, desconforto, frustrações e outros sentimentos, mas tente focar no lado positivo;


Faça contato com o máximo de pessoas possível seja pelo telefone, whatsapp, chamada por vídeo entre outros, pois isso fortalece o vínculo e não deixa que o isolamento físico proporcione o isolamento emocional;


Elimine o sentimento de culpa de que não está realizando de maneira completa suas tarefas ou não está conseguindo dar atenção a quem deseja;


Compreenda que “Quarentena realmente não são férias”, mas sim um período de reclusão necessário para tentar evitar o agravamento de uma pandemia.


Tente focar no lado positivo para não empacar em pensamentos que tiram a produtividade e o ânimo do dia a dia;


Cuide de si mesmo (coma, durma e se exercite), pratique técnicas de relaxamento, como por exemplo: ioga, leitura, respiração, atenção plena, meditação, entre outras;


Busque se reinventar, procure oportunidades e perspectivas inovadoras como pensar novos projetos, novas ideias, procurando na prática se perguntar: quais são as possibilidades quando o cenário muda?


E por fim, procure solucionar problemas, recriando, reproduzindo, recompondo, reconstituindo, restabelecendo, reformulando, reelaborando, tudo com pensamento muito positivo e focado na perspectiva de que tudo vai passar e sairemos mais forte e encorajados a encarar o novo.


Por Nilma Chaves Santos

0 visualização

© ABRH-PA

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon

Desenvolvido por Levant Multimídia e Tecnologia